Como aumentar o fluxo de caixa? | Thomson Reuters - Soluções Domínio
×
A contabilidade muda. Por aqui, você acompanha.

Receba novidades sobre contabilidade no seu e-mail:

Ao enviar seus dados, você reconhece que leu e entendeu nossa declaração de privacidade. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. FECHAR
como aumentar fluxo de caixa
Gestão

Como aumentar o fluxo de caixa?

18 março 2021 SALVAR
Pressione Ctrl + D para adicionar esta página aos favoritos.

Para gerenciar um escritório contábil de sucesso, o contador do futuro precisa fortalecer a gestão interna e, claro, cuidar da movimentação financeira dos seus clientes.

Um dos desafios centrais é gerenciar, de maneira ágil e eficaz, o fluxo de caixa de cada empresa, mapeando possíveis pontos de redução de custos. A partir daí, o contador tem condições de redirecionar verbas, viabilizando novos investimentos e projetos. 

Neste post, mostramos porque o fluxo de caixa merece atenção e como você pode aumentá-lo. Confira!  

Fluxo de caixa: 4 dicas para aumentá-lo

Quem prioriza a gestão do fluxo de caixa e usa essa ferramenta estratégica, sabe que, desta forma, é possível evitar dores de cabeças no planejamento financeiro.

Além disso,  ao aumentar o fluxo de caixa, você ganha tempo para se preocupar com aquilo que realmente importa, entregando mais resultados para seus clientes. 

A seguir, listamos algumas dicas que podem ajudá-lo a acompanhar as finanças, os investimentos e os rendimentos, maximizando as oportunidades no fluxo de caixa.

#1 Acompanhe os recebimentos

Quanto mais rápido os recebimentos acontecerem, maior será o capital disponível da empresa. Portanto, é fundamental ter uma ferramenta de gestão financeira e fiscal, como o Contábil da Thomson Reuters, para organizar e acompanhar as movimentações. 

Isso porque um sistema automatizado classifica as contas a receber, orientando o time na gestão dos vencimentos. 

#2 Amplie o prazo das contas a pagar

Use o prazo de tempo máximo que você conseguir para pagar os fornecedores. Na prática, esse intervalo é de 30 ou 60 dias, um período no qual a empresa usa o seu capital disponível como uma espécie de créditos sem juros. Afinal, ela reteve o valor por mais tempo.

#3 Incentive a retenção de clientes

A estratégia de fidelização de clientes impacta também no fluxo de caixa. Isso porque o custo de aquisição de cliente é muito mais alto. De outro modo, quando o gestor prioriza a retenção, ele sabe que terá compras e serviços recorrentes. Ou seja, o fluxo de caixa dificilmente ficará descoberto.

Uma boa estratégia é oferecer um desconto para a contratação de um serviço por um período mais longo. Neste caso, ainda que seja preciso ajustar um pouco a margem de lucro, a iniciativa vale a pena. Dessa forma, você garante previsibilidade orçamentária para o fluxo de caixa. 

#4 Verifique os preços praticados

Será que os preços praticados pelo escritório contábil acompanham o ritmo dos custos operacionais crescentes? É preciso conhecer o custo real da sua operação e a lucratividade de cada cliente.

Além disso, lembre-se que muitos clientes esperam que fornecedores façam pequenos ajustes de valor, periodicamente. Afinal, você precisa manter a saúde financeira do escritório contábil. 

ONVIO: praticidade para calcular o custo de cada cliente 

Com o ONVIO, software em nuvem da Thomson Reuters, gerenciar o fluxo de caixa dos seus clientes pode se tornar mais simples. O sistema traz uma série de recursos importantes, permitindo que contadores e clientes trabalhem juntos, para gerar resultados cada vez mais próximos.

A partir do dashboards dos custos do escritório, o contador do futuro pode:

  • Visualizar a evolução dos custos e receitas;
  • Acompanhar o comparativo entre custos e receitas;
  • Comparar informações entre receitas e custos de seus maiores clientes.

Além disso, o sistema também entrega modelos de cálculo, facilitando a precificação diferenciada por tipo de cliente e simplificando a análise de custos.

Contábil: controle de honorários e visão do fluxo de caixa 

Assim como o ONVIO,  o Contábil é outra solução da Thomson Reuters que pode otimizar a gestão do fluxo de caixa. O software fiscal traz uma série de novas funcionalidades que facilitam a gestão financeira da empresa.

O módulo Honorários, por exemplo, viabiliza o controle e o gerenciamento de todo o financeiro de uma empresa de contabilidade. A partir das informações do sistema, é possível, por exemplo, controlar o fluxo de caixa orçado e realizado. Assim, o contador do futuro tem condições de planejar suas receitas, despesas e acompanhar a evolução.

O módulo de Honorários também traz outras funções importantes para a gestão do fluxo de caixa:

  • Central de cobranças: simplifica o controle da inadimplência de forma eficaz, registrando no sistema todos os contatos com o cliente inadimplente para definir a melhor estratégia de cobrança e manter um histórico.
  • Renegociação: facilita a negociação de dívidas dos seus clientes, com parcelamentos, descontos, permutas sem perder o controle. 

Como vimos até aqui, o contador do futuro tem uma série de ferramentas que podem ajudá-lo a aumentar o fluxo de caixa de maneira simples, ágil e digital.

Assim, fica fácil registrar e acompanhar tudo o que acontece no escritório.

Conheça as soluções da Thomson Reuters e conte com o suporte da melhor tecnologia contábil. 

Nossa Declaração de Privacidade e Política de Cookies

Todos os sites da Thomson Reuters usam cookies para melhorar sua experiência on-line. Eles foram colocados no seu computador quando você acessou este site. Você pode alterar suas configurações de cookie através do seu navegador.