×
A contabilidade muda. Por aqui, você acompanha.

Receba novidades sobre contabilidade no seu e-mail:

Ao enviar seus dados, você reconhece que leu e entendeu nossa declaração de privacidade. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. FECHAR
A_produtividade_no_escritorio_aumenta_quando_reduz_o_turnover
Gestão

Gestão de equipe eficiente evita turnover no Escritório Contábil

06 dezembro 2018 SALVAR
Pressione Ctrl + D para adicionar esta página aos favoritos.

Perder funcionários é como ver dinheiro descer pelo ralo. Quando um analista contábil deixa o escritório, leva muito mais do que os encargos rescisórios. Mas você sabia que pode minimizar isso com uma boa gestão de equipe?

Antes de entender como isso é possível, se faz necessário compreender o que é turnover. Esse índice se refere à rotatividade a que as vagas da sua empresa estão sujeitas. Quantos profissionais rodaram pela mesma cadeira neste ano?

Se você enfrenta muitas mudanças de posições e escolhe, na crise, trocar a mão de obra atual por outra mais barata, faz parte de índices de mercado que preocupam especialistas. A Revista Exame trata essa questão como desafio e aponta um futuro nebuloso no mercado de trabalho.

Tão nebuloso que o Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) teve queda de 3,3 pontos, em função da rotatividade. Esse índice antecipa as tendências futuras do mercado de trabalho, com base em dados da indústria, dos serviços e do consumidor. Fala-se até de “efeito dominó” com base no turnover.

Por isso, é importante focar no gerenciamento e na atenção à equipe para fidelizar seu cliente interno, além de fazer a produtividade do escritório aumentar.

Afinal de contas, você quer manter os melhores na sua equipe, certo?

Então, preste atenção nos tópicos a seguir, nos quais o tema será aprofundado, com alguns caminhos apontando a solução desse dilema.

O significado de turnover para a gestão de equipe

Turnover é o índice da rotatividade tanto nas empresas quanto no mercado de trabalho. Na gestão de equipe ele significa menos qualificação e produtividade.

Quer entender esse raciocínio?

Imagine esse cenário dentro do seu escritório. Você decidiu desligar um dos funcionários mais antigos que recebem um salário equivalente ao de três jovens analistas. Com esse colaborador que tem anos de casa, vai embora um conhecimento difícil de precificar.

Mesmo que os encargos rescisórios pareçam ser recuperados em curto prazo, o impacto da saída de um profissional referência gera improdutividade e insatisfação na equipe. Temporariamente, outros membros assumirão as tarefas, farão hora extra e terão de ensinar novos integrantes a dar conta das rotinas operacionais.

Há um desgaste da equipe, inclusive emocional, que nunca entra no cálculo!

E o cenário é semelhante quando esse mesmo perfil sênior decide deixar a empresa. A prática do turnover por motivos financeiros gera tanta instabilidade quanta a decisão voluntária do colaborador de deixar sua atual posição e ir em busca de novas oportunidades.

A importância de evitar turnover na contabilidade

Na contabilidade, quem sente os impactos do turnover não é só a equipe. O cliente também se pergunta o porquê de ser atendido por tantas pessoas. Às vezes não consegue nem memorizar o nome delas e criar um vínculo com a sua marca, devido à superficialidade das relações.

Você sabe que a tecnologia coloca ao mercado contábil uma grande questão: será que os contadores vão deixar de existir?

Mais do que nunca, para que a resposta seja não, você precisa conquistar a confiança do cliente por meio do relacionamento e do apoio consultivo em questões estratégicas. O contador tem assumido o papel de uma consultoria especializada na área de gestão fiscal, tributária e financeira.

Mas em quem o cliente confiará se o analista sênior deixou a equipe?

Não será na sua recém-contratação de uma pessoa jurídica (PJ). Por mais que a lei trabalhista tenha oferecido a oportunidade de reduzir custos com a contratação de PJs, ela também diminui os vínculos, que para a contabilidade são fundamentais.

O escritório lida com questões sensíveis para empresas de clientes, as quais vão além de números e obrigações que geram demandas operacionais. Ser mais estratégico para eles significa oferecer suporte para a tomada de decisões, mesmo que o seu trabalho não seja o de uma consultoria.

Mudar o enquadramento da empresa de lucro presumido para real, por exemplo, é uma resposta que seu escritório deve fornecer. Assim como essa, são muitas outras visões de mercado que o seu ponto de vista privilegiado pode oferecer. Mas é preciso credibilidade para que o cliente confie nelas.

Você já sabe como o problema da rotatividade afeta especificamente a contabilidade, mas já imaginou como não passar por esse desafio? Veja como evitá-lo.

Formas de evitar a rotatividade

Como você espera ter bons resultados se não oferece aos colaboradores a chance de viverem bem, no sentido mais amplo da expressão? Qualidade de vida na contabilidade vai muito além de proporcionar ao trabalhador tempo livre para lazer e uma boa remuneração para aproveitá-lo.

Já pensou que proporcionar um ambiente de trabalho agradável faz toda a diferença? E isso significa desde o cafezinho até a adoção de ferramentas adequadas para as rotinas contábeis. Aquele computador que fica travando, o telefone que não para de tocar e até a cadeira em que os profissionais sentam pode gerar incômodos e contribuir para um clima ruim.

Ainda mais quando o profissional já manifestou descontentamento diversas vezes e nada foi feito.

Quando a questão é relacionamento interpessoal, a rotatividade ganha ainda mais sentido e clareza. Quantos são os profissionais que largam a profissão por não se relacionarem bem com o chefe? Será que você escolheu as lideranças certas? Cada um da equipe está desempenhando os papéis que gostaria?

É preciso pensar em tudo isso para evitar alguns motivos de turnover. O Sebrae listou alguns deles, aos quais você deve prestar total atenção:

  • Insatisfação com o trabalho.
  • Problemas na gestão de pessoas.
  • Clima organizacional ruim.
  • Mercado de trabalho aquecido.
  • Inadequação ao perfil da vaga.
  • Pouca experiência.

O papel do sistema de contabilidade na mitigação do efeito turnover

Fazer a gestão de equipe e a produtividade do escritório aumentar é uma dupla tarefa, que poderia exigir o dobro de esforço. Mas é possível acertar os dois desafios com uma só providência.

Lembra do exemplo da mudança de regime tributário do lucro presumido para o real? Você teria os recursos necessários para responder rapidamente o cliente? Pois é, um sistema de contabilidade tem o poder de simular o que ocorre com a tributação e quais serão os impactos para o negócio. Tudo isso com base em dados confiáveis.

Um software também a ajuda a fazer a gestão de equipe, ao contribuir para a distribuição e verificação de desempenho nas tarefas. Assim você identifica quem é bom no que e faz movimentações mais assertivas dentro da equipe, sem gerar turnover, aproveitando o talento que o seu escritório ajudou a construir.

Existem muitos outros cuidados para que se evite a rotatividade e ver a produtividade do escritório aumentar. Continue no blog da Domínio para saber mais sobre esse e outros assuntos importantes para a contabilidade.